5 hacks de inovação: ter ideias inovadoras não precisa ser tão difícil

Vamos hackear o mundo? Apesar de ser uma ideia que, num primeiro momento, possa ser assustadora, ela já está acontecendo. Ao contrário do que muita gente pensa, ser um hacker hoje em dia pode não estar nada relacionado à tecnologia, ao homem de capuz que trabalha em um quarto escuro de forma sorrateira. Está relacionado à ter ideias inovadoras.

A tendência do hacking é cada vez mais crescente. E nós estamos falando do nosso dia a dia, da nossa saúde e até mesmo do nosso sucesso pessoal e profissional.

A verdade é que a sociedade é feita de muitos códigos

Nós vivemos em um sistema onde criamos diversos hábitos diariamente, códigos de conduta, regras… Todo ser humano é formado por hábitos. Escovar os dentes, comer em determinados horários, se vestir de certo modo… Nós nos habituamos a tudo, mesmo quando são coisas ruins.

Por isso, é importante ter cuidado em observar que hábitos e códigos estamos seguindo e que impacto isso tem no desenvolvimento de equipe, na experiência de serviço da minha marca e na forma de gerir um negócio. E isso vale para todas as pessoas envolvidas na empresa, não é só para o gestor.

E onde entra o Hack Culture?

A cultura de hackear está relacionada à repensar sistemas e códigos sociais. É uma redefinição de padrões. E isso vale para sociedade, economia, política, tecnologia… Todos os sistemas são possíveis de serem hackeados.

E por qual razão não levar essa cultura para dentro de uma empresa? A verdade é que se uma empresa não busca por inovação, ela fica estagnada. Esse pode ser um dos maiores motivos do fracasso de diversas empresas.

O mercado que é pressionado o tempo inteiro a entregar um produto e serviço melhor e mais eficiente, é necessário estar conectado, antenado e sempre inovar. Só assim é possível entregar os melhores resultados, sejam eles de qualquer tipo. E para entregar essa inovação, o hacking pode ser um caminho bem mais eficiente.

Como levar a cultura hacker para sua empresa!

Em um ambiente de muitas possibilidades o difícil é saber por onde começar, então preparamos 5 hacks que podem ser o start que precisa para mudar hábitos de gestão e cultura da inovação.

1 – Hackeie os seus desafios: Faça pequenas mudanças todas os dias, isso é o que nos faz chegar a grandes resultados. Hackear aos poucos os seus desafios diários e pensar mais em  inovação incremental do que radical. Temos a visão que inovar é mudar tudo ou criar algo totalmente novo, quando na maioria das vezes é uma soma de pequenas mudanças. Pensar em caminhos diferentes para alcançar o sucesso é o um dos segredos da inovação incremental.

2 – Hackeie você: Se você busca por inovação, é bom que você saiba que ela vai começar por você. O vírus que vai contaminar o ambiente é você. E como começar a fazer isso? Em primeiro lugar tenha ciência que em vários momentos você será o motivador, independente se têm alguém motivando você. Em segundo, é preciso mudar os seus hábitos, rever quais deles são empecilhos da inovação, listar as atividades que você faz no seu dia a dia e quanto tempo está dedicando para realmente propulsionar a cultura da inovação Se não estiver dedicando ao menos 30% do seu tempo nisso, os resultados não acontecerão milagrosamente.

3 – Hackeie as estruturas: Se você quer inovação, não fique preso às estruturas existentes. Chamar diversas áreas para participar das conversas e reuniões, trazer equipes que fazem trabalhos diferentes para apresentar outros pontos de vista é muito importante. Isso tira as pessoas da zona de conforto, e você não sabe o potencial que isso pode trazer.

4 – Hackeie a sua agenda: Passe um tempo fora da sua empresa, não fique preso à uma rotina de atividades. Nós somos contaminados pelo trabalho dos outros e tendemos a ficar iguais uns aos outros. Busque novos ares, isso inspira e traz ideias inovadoras.

5 – Hackeie a motivação: Buscar motivar a equipe é essencial! Mas, como você consegue fugir dos padrões de frases motivacionais para fazer isso? Faça com que as pessoas escolham os seus desafios. Se você colocar os desafios que elas se acham capaz, que elas gostem de fazer, a inovação pode acontecer de forma bem mais rápida.

6 – Bônus: Também é importante mostrar que você é o maior perseguidor da inovação. Você precisa comunicar isso através dos seus serviços, dos seus produtos e da sua própria comunicação. E você não precisa fazer isso sozinho. Busque por agências, parceiros e consultores que tenham essa cultura de inovação e que possam te ajudar.

Como estimulamos a cultura hacker dentro da 4One?

Existem diversas formas de criar uma cultura hack dentro das empresas. Aqui na 4One, a nossa equipe têm um exercício coletivo de sempre se questionar se não estamos seguindo receitas de sucesso sem realmente mergulhar no problema. Está tudo atrelado à mudança de hábito. Quando nós percebemos que estamos criando um novo hábito ruim, nós corrigimos para que isso seja evitado. Criamos processos, fluxos e inovamos a cultura interna para entregar melhores resultados.

Também fazemos algo simples e que pode alterar um pouco o dia a dia. Mudamos o lugar de cada um. Parece algo simples e que aparentemente não faz a diferença, mas isso vai mudar a rotina de cada um e quem sabe trazer novas ideias e desafios.

Nós podemos apresentar empresas que já nasceram hackeando sistemas. O Uber hackeou o sistema de transporte. O Wikipédia, hackeou o segmento de enciclopédias e construção de conhecimento.

Não é fácil criar uma cultura de ideias inovadoras…

Mas, hackear o sistema tradicional pode te ajudar a alcançar isso de forma mais eficiente. Há alguns anos atrás nós já falávamos sobre os hacks de inovação. Quer dar uma conferida em 10 formas de hackear o sistema? Confira o vídeo abaixo:

Continue acompanhando os nossos conteúdos no blog. A nossa essência é buscar pela inovação! Siga o nosso Instagram e curta o nosso Facebook para mais novidades.